sexta-feira, 1 de novembro de 2013

ESSE MUNDO (Por: Paulo Vasconcellos)






Que mundo é esse;
Um mundo moderno
Sei lá, parece o inferno,
Mas não é.

É o mundo da gente
Aquele mundo cão
Como diz na profecia
Irmão matando irmão

Não é esse o mundo
Que queremos
Buscamos um mundo moderno,
Que seja cheio de harmonia,
Até um mundo eterno

Que não haja tanta desgraça
Que as pessoas se respeitem mais
Senão fica tudo para trás
A alegria vira tristea
Acaba  a nobre beleza
E todos vivendo de ameaça

O mundo tem dessas coisas
Às vezes alguém
Sente vontade de desistir da vida
Que vida, malvada!
Que nada!
A vida é bela e o mundo é cruel!

Esse mundo de meu Deus
Que me fascina e me faz feliz
Um mundo que eu queria
Só pra mim
O amor está em alta?
Ou, o amor esta em baixa?
Tem tristeza e tem discórdia,
Tem desgraça e tem desamor.

Ah! Esse mundo!
Cheio de alternativas
De graça, de belas coisas,
Que nem sempre estão ao nosso alcance,
Mas sempre a nos ensinar
Os caminhos certos e os errados
Ah! que mundo louco!


VASCOCELLOS, Paulo. Esse mundo. In: ___. Poetando. Capanema: Grafimil, 2013, p.51-52.

Nenhum comentário:

Postar um comentário