sábado, 5 de maio de 2012

QUE É A FILOSOFIA



Perante as pessoas que decidem percorrer o caminho do estudo da Filosofia, muitos outros, sem afinidade com essa disciplina, perguntam-se qual é a utilidade da mesma ou concluem: a Filosofia para nada serve, dado não se perceber muita coisa, concreta que um filósofo faça enquanto filósofo; ou mesmo, dizem: o saber filosófico é interesse de desocupados, ou mesmo, de alguém que “tenha a cabeça no mundo da lua”.
No entanto, ao tomarmos conhecimento que a Filosofia nascera no século VI A.C, na Grécia clássica e ao longo da história do mundo ocidental continua presente, sendo construída e desconstruída até os dias atuais, podemos despertar para a questão: se a Filosofia permanece viva durante tanto tempo, ela só pode ser muito importante; então, precisamos conhecê-la, pois ela está atuante em nosso mundo.
A palavra Filosofia deriva da língua grega: PHILOSOPHIA, que é a junção de duas outras palavras gregas; a saber: PHILOS, que significa “amigo”, e SOPHIA, que diz “sabedoria”. Neste itinerário, nos auxiliam os pensamentos de dois filósofos; o primeiro é Aristóteles, de Estagira, que viveu na Grécia de 384 a 322 A.C, que escreveu iniciando o Livro I, da “Metafísica”: “Todos os seres humanos desejam o conhecimento”; e, o segundo, o filósofo alemão Martin Heidegger (1889-1976), escreveu em “Que é isto – a Filosofia? ”: “Nós mesmos devemos vir com nosso pensamento ao encontro daquilo para onde a filosofia está a caminho. Nosso falar deve corresponder àquilo pelo qual os filósofos são interpelados”.
Para Aristóteles, o desejo de conhecer está presente em todo ser humano e a filosofia nasce quando uma pessoa se espanta ou se admira com algum fenômeno que é visto em sua novidade e, no seu pensamento, procura respostas, pois quer saber o que é este fenômeno e porque ele existe. Assim, a origem da filosofia é o encontro entre admiração espantosa e pensamento.  Por seu turno, Heidegger diz que o caminho filosófico só é percorrido por pensadores que buscam respostas para a pergunta: “O que é isto?”. Nesta trilha, filosofar é perguntar pelo ser mesmo das coisas, e a resposta para esta questão deve aparecer na verdade da linguagem.
Então, com os preciosos auxílios de Aristóteles e Heidegger, também nós podemos questionar: O que é a Filosofia? E, seguindo a via do pensamento e da linguagem, se nos aventurarmos a dar nossas próprias respostas.

REFERÊNCIAS:
CHAUÍ, Marilena. Convite à Filosofia. 13.Ed. São Paulo: Ática, 2006.
HEIDEGGER, Martin. Que é isto – a Filosofia? In: Heidegger-Sartre. São Paulo: Abril cultural, 1973. (Col. Os pensadores).

Nenhum comentário:

Postar um comentário